terça-feira, 24 de abril de 2012

Há milhares de anos


Chove há milhares de anos
em todos os caminhos
e eu fujo,
em segredo,
para o fundo das casas
onde o lume está aceso.
Aconchego os velhos e as crianças
e cubro-os com uma manta
feita de lã merina,
de quadrados castanhos.

(Manuela Reis)

Sem comentários:

Enviar um comentário